segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Des-tino

faça a mola
amola a faca
dá a facada
facada dada
a cada fada
amola mais
mais que a mola
que fez a faca
que deu facada
faca fadada
a fardo de dor
ou dor de parto
só faça a mola
esqueça a faca
a facada, a fada
o fardo, dor fadada.

13 comentários:

tita coelho disse...

Hum Yuri...adorei o jogo de palavras querido! ótima poesia!
beijos

Jacinta disse...

Que bela maneira de brincar com os versos. Seriedade e doçura.
Então, já inaugurou na faculdade?
Benvindo ao mundo dos adultos, hehehe

Beijos

Jacinta

Clarissa às claras disse...

Yuriiiii!!
Te achei lá pelo blog de Flávia, eu acho...
Gostei dessa tua poesia, o jogo de palavras...
Já começou a faculdade?
Eu, infelizmente =\, não passei!
Vou tentar de novo, é minha única saída!
Fiz um blog pra mim recentemente. Vai lá dar uma olhadinha, se você puder.
E comenta. Pode me dar uns toques,também.
Serão muito bem recebidos.
Beijo!! =)

Camilinha disse...

Eu gostei muito do texto abaixo... eu escrevi um dia desses sobre o "entrar-dentro-de-si". dá uma olhadinha...

beijos daqui...

jalves disse...

Da cicatriz pouco se diz!



Abraço deste lado do mar.

Jalves

Fernando Rozano disse...

excelente, encontro perfeito das palavras com a escritas em belos versos. abraços.

Jacinta disse...

Ei menino,
saudade.

Um abraço
Jacinta

Cafundó disse...

Mais um lindo, Yuri!

Betty Branco Martins disse...

querido_________Yuri




.obrigada pela visita e as tuas palavras. volta sempre:)



fui


conhecer.os.cantos
.do.teu_____"espaço"____e


.o



encando do



______Espelho d'água



.me.encantou de verdade






.com.toda.a
.certeza._____________que voltarei:))











beijO c/ carinhO

Cafundó disse...

Yuri...
"Fé cega, Faca Amolada"
Parabéns, poeta.
Aviso que te linkei em meu Cafundó, beijos!

Luciana disse...

Uma genialidade encantadora. Quanto jeito com as palavras... você parece manuseá-las e elas parecem viver em seu benefício.
Parabéns pelo grande talento.
vou te adicionar no meu blog e fique a vontade para olhar e comentar no meu.
beijos.

Ψ Ŧéfi disse...

O fabricante, o amolador e o assassino. Todos matam da mesma forma.

Analuka disse...

Ótimo poema, o jogo de palavras e sentidos é móvel e instigante, intrigante, a faca ou a fada afiam as lâminas e o fio das letras! Beijos alados e afinados.